fbpx

Brasil tem espaço e condições para aumentar em 50% sua produção pesqueira

08/11/2019

GUSTAVO

Gustavo Faria, médico veterinário e Gerente da Garantia da Qualidade da Gomes da Costa, fundada em 1950, falou nesta quinta-feira no Comgran 2019 sobre os desafios da cadeia produtiva pesqueira para os próximos anos.

Segundo ele, o Brasil encontra-se acima do consumo recomendado de peixe por ano, com 14 kg consumidos individualmente, dois a mais que o indicado. “A média mundial é de 20 kg por ano. Para chegarmos a este patamar, temos que aumentar 50% de tudo que produzimos, um desafio enorme, mas o Brasil tem potencial para atingir esta meta”, garante.

Faria pontou as principais diferenças entre pesca e aquicultura, sendo a primeira extrativista e baseada na retirada de recursos pesqueiros do ambiente natural e a segunda baseada no cultivo de organismos aquáticos geralmente em um espaço confinado e controlado, o que permite a rastreabilidade da cadeia e benefícios como maior controle e segurança alimentar.

“O consumo aparente de pescado mostra que as pessoas estão consumindo mais peixe individualmente. Esse fator, aliado a preocupação com a saudabilidade, cada vez mais crescente no consumidor, amplia o potencial da cadeia”, concluiu.